Kingdom Hearts Birth by Sleep – Análise

Depois de vários jogos a série Kingdom Hearts chegou finalmente à PSP, o resultado foi talvez o melhor jogo desta famosa franchise. A história volta atrás no tempo, e mostra-nos a origem de Xehanort. Os protagonistas são Terra, Ventus e Aqua, que terão que lutar contra um novo tipo de inimigos, os Unversed, para conseguir cumprir os seus objectivos.

A jogabilidade não está muito diferente, mas o sistema de combate mudou e agora o menu onde estão as opções de combate está modificado. Em vez de termos opção para ataque normal, magias, items, etc. isso está tudo junto em commands (excepto o ataque normal), à medida que vamos aumentando de nível podemos ter mais commands equipados ao mesmo tempo. Cada Battle Command tem uma barra, que se esvazia quando é usado e que vai enchendo até poder ser usado outra vez. Mas não é só assim que combatemos, neste jogo temos uma habilidade nova: os Shotlock Commands, que nos permitem atacar vários inimigos ao mesmo tempo. Se usarmos ataques de tipos diferentes, podemos ficar mais poderosos e ganhar diferentes finishers, dependendo dos diferentes ataques que fazemos.

Além destas habilidades, os Action Commands permitem-nos fazer coisas como contra-atacar, ou ter um duplo salto, e quanto à falta de um analógico…não existe nenhum problema, já que a Square-Enix conseguiu tornar a jogabilidade excelente com o movimento da câmara a ser feito com os botões L e  R.

Além das três histórias (cada uma dura mais ou menos 10 horas) e do episódio final, há muito a fazer. Quem gosta que os jogos durem tem aqui uma opção muito boa, o UMD deve estar praticamente cheio, o unico problema disto são os loadings, que ficam um pouco grandes (mesmo assim existe uma opção para instalar o jogo na consola para eles ficarem mais pequenos, não sei se funciona porque não fiz isso). Então o que há mais para fazer? Podemos coleccionar todos os items, cofres, stickers (que podem ser usados para ganhar novas habilidades), e acabar o jornal. Podemos desbloquear o final secreto, e podemos também lutar na Mirage Arena, onde fazemos vários desafios contra grupos de inimigos até chegar um boss no final. Este mundo faz o mesmo que os desafios do Coliseu faziam em jogos anteriores.

Mas ainda há mais, no mundo Disney Town existe um grande conjunto de bons mini jogos e até um local secreto para explorar. O multiplayer local ainda dá mais longevidade ao jogo, apesar de ser mais divertido com mais que dois jogadores. Para terminar ainda temos o mini jogo Command Board, que mistura um jogo de cartas com Monopólio. Este jogo é divertido e ainda nos ajuda a aumentar o nível dos nossos Commands.

Os gráficos estão muito bons e a banda sonora fantástica, quanto ao voice acting…também está muito bom excepto em algumas partes onde as vozes de Terra e Aqua estão um bocado más. Mesmo assim à medida que vamos avançando no jogo as vozes dessas personagens melhoram, com os actores a entrar mais nas personagens.

Nem toda a gente acha isto, mas para mim este jogo é o melhor da PSP entre os que já joguei, com boa jogabilidade, gráficos, banda sonora e uma história ao nível das histórias dos outros jogos na série. Com muita coisa para fazer e um UMD praticamente cheio este jogo é bastante recomendado para toda a gente, até porque não precisas de jogar os outros jogos para perceberes a história deste.

Gráficos: 96/100
Jogabilidade: 97/100
Som: 98/100
Pormenores: 94/100
Valor: 97/100

Total: 96/100

Bom:

- História fantástica
- Bons gráficos
- Longevidade do jogo e variedade de coisas a fazer
- Mini jogos
- Novo sistema de combate

Mau:

- Loadings grandes
- Voice acting de Terra e Aqua nas partes iniciais do jogo

Write a Comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Shortcuts & Links

Search

Latest Posts